Whatsapp (44) 99909-4093 contato@psicologaveronicadieguez.com.br
Bluebells 1511842

Limites com Amor


Qual o papel da família e qual o  papel da escola na educação das crianças e jovens?

A família é o primeiro laço, é o núcleo onde a criança começa a se desenvolver e aprender as primeiras coisas da vida, tudo ela aprende lá, desde a fala, comportamentos adequados e inadequados, ouvir o sim e o não.

Aprende a sobrevivência, recebe proteção, cuidados básicos, amor, carinho.
 
Na família a criança aprende a construção dos valores, costumes, crenças, cultura,educação, disciplina e limites.
Aos pais cabe o papel de mostrar aos filhos o que pode e o que não pode ser feito, o que é essencial, o que é supérfluo.
E cada família tem uma estrutura diferente da outra.
Pais e escolas precisam trabalhar em conjunto, em harmonia, com cooperação e respeito. A educação não pode ser responsabilidade apenas da família ou da escola.
A educação começa na família e tem a sua continuação na escola e nos meios sociais em que a criança ou adolescente vive. Família e escola devem preparar a criança  para o desenvolvimento  de aspectos físicos, intelectuais e morais.
Ensinar limites é ensinar as normas de convívio em grupo, respeitar aos outros e a si mesmo.
Quando a criança não aprende em casa que precisa respeitar as regras e que  ter limites, vai se comportar em outros lugares também dessa maneira.

A educação sem limites causa:

  • Descontrole emocional;
  • Histeria;
  • Ataques de Raiva;
  • Dificuldade crescente de aceitação de limites;
  • Distúrbios de Conduta;
  • Dificuldade de Concentração;
  • Agressões físicas se contrariado;
  • Excitabilidade;
  • Baixo rendimento;
  • Dificuldades para concluir tarefas;
  • Desrespeito aos pais, professores, colegas e autoridades.

 

Consequências inesperadas da educação sem limites:

  • Filhos desobedientes;
  • Falta de respeito com pais e professores;
  • Rebeldia;
  • Quando jovens, não querem assumir compromissos profissionais;
  • Alvos fáceis de grupos delinquentes.

 

A importância dos Limites

  • Prepara a criança para que tenha comportamentos adequados;
  • Diminui a probabilidade de que comportamentos indesejáveis ocorram;
  • Proporciona uma melhor adaptação ao meio social e ao meio escolar;
  • Favorece o amadurecimento, autonomia e responsabilidade;

 

Dar limites significa ensinar:

  • A aceitar os NÃOS sem sentir-se amargo, frustrado ou desequilibrado emocionalmente;
  • Evitar que seu filho cresça achando que todos no mundo tem que satisfazer os seus mínimos desejos;
  • Que os direitos são iguais para todos e que existem outras pessoas no mundo além dele mesmo;
  • Que todos temos direitos mas que também temos deveres a cumprir em nossa vida social, escolar e familiar;
  • A respeitar horários e pontualidades para as tarefas;
  • A cuidar de si mesmo, dos outros, dos objetos e do meio em que vive;
  • Respeitar e obedecer regras, pais, professores e autoridades;
  • A tolerar pequenas frustrações hoje, para que no futuro, os problemas da vida possam ser superados com equilíbrio e maturidade;

E para que isso ocorra, os adultos precisam:

  • Dizer “SIM” sempre que possível e “NÃO”quando necessário;
  • Dar o EXEMPLO, quem quer ter filhos que respeitem as leis dos homens, tem que rever seu dia a dia dentro desses mesmos princípios.

 

Enfim…

  • Dar limites é fundamental para que tenhamos filhos bem sucedidos na vida emocional, social, escolar, familiar e profissional;
  • Algumas regras, firmeza e muito amor são suficientes para colocar a casa em ordem;
  • A família e a escola precisam caminhar juntas nesta questão dos limites;
  • O que todos os pais sonham é ver seus filhos felizes e emocionalmente equilibrados.

 

Um Abraço

Verônica Dieguez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *